Triagem para atendimento marca início das ações do Departamento de Psicologia

O Departamento de Psicologia da Cruz Vermelha Brasileira de São Paulo realizou sua primeira atividade aberta ao público no sábado (2). Nas dependências da sede da instituição, os participantes passaram por uma triagem para atendimento psicológico gratuito e aprovaram a iniciativa.  

Ao todo, foram realizados 25 atendimentos. Os psicólogos voluntários ouviram cada participante separadamente, em conversas de 30 a 50 minutos, a fim de identificar qual o melhor encaminhamento para cada caso. A ideia agora é que esses atendidos comecem um acompanhamento periódico gratuito com o profissional com duração de, aproximadamente, três meses.

O passo é importante para a consolidação da área dentro da CV e é resultado direto do envolvimento dos psicológicos e estudantes voluntários que se empenharam em trazer a especialidade para as pessoas em situação de vulnerabilidade social. Até então, os voluntários trabalhavam para estruturar e pensar no setor.

“Essa triagem serviu como um bom termômetro para as próximas atividades do departamento. A nossa logística funcionou como previsto e conseguimos atender todas as pessoas que vieram. A experiência para o piloto do nosso projeto de atendimento psicológico foi um sucesso", afirma a coordenadora e voluntária do Departamento de Psicologia da Cruz Vermelha Brasileira de São Paulo, Daniela Regina Silva.

Quem veio conhecer o trabalho aprovou e está com boas expectativas. A publicitária Paula Regina Araújo Santos, 37 anos, trouxe a filha Beatriz Araújo Bernal, 14 anos, para passar na triagem e conhecer o trabalho desses profissionais. “Adorei! Já fiz acompanhamento antes e achei que o profissional estava muito qualificado para resolver o meu caso e da minha filha. Acho que poderá nos ajudar bastante a resolver algumas questões”, diz, que trouxe a filha adolescente para passar na triagem.

Já para a adolescente, a primeira impressão também foi válida. Achei muito bom, desabafei bastante e me senti muito acolhida. Estou me sentindo mais leve agora”

A doméstica Aécia dos Santos, 55 anos, resolveu que era hora de retomar o acompanhamento psicológico e aproveitou a oportunidade. “O atendimento foi muito bom. Minha filha já faz acompanhamento em outro local e eu também já fiz por um tempo. Decidi voltar agora porque acho importante falar, não precisar lidar com tudo sozinha e ter uma ajuda assim.”

Departamento de Psicologia

O Departamento de Psicologia é mais uma área que segue a missão da Cruz Vermelha de amenizar o sofrimento humano e vem para oferecer mais uma possibilidade aos beneficiados. O objetivo é que as atividades sejam voltadas ao atendimento de comunidades e instituições parceiras da filial de São Paulo, incluindo locais que venham a passar por situações de desastre.

Atualmente, o setor é composto por 30 voluntários profissionais e estudantes da área. Os psicólogos têm experiência em diversas especialidades como álcool e drogas, ansiedade, depressão, fobias, entre outros.