Projeto gratuito forma instrutores de Primeiros Socorros

 

A vontade de atuar como voluntária e a curiosidade em aprender e ensinar Primeiros Socorros trouxeram a aposentada Marli Tomasseti, 52 anos, às salas de aula da Cruz Vermelha Brasileira de São Paulo. Por meio do projeto Primeiros Socorros Para Todos, ela e mais 58 pessoas já receberam a formação necessária e gratuita para se tornarem instrutores do tema.

Quando mais nova, Marli viu o pai sofrer um acidente em casa após um tanque cair sobre o braço dele. “Na hora comecei a chorar e não fiz nada para ajudá-lo. Se eu soubesse como agir, poderia ter sido mais útil naquela situação”, conta. A consciência sobre a importância dos Primeiros Socorros surgiu tempos depois e coincidiu com o período de inscrições abertas para participar do projeto.

A aposentada assistiu às capacitações sobre queimaduras, imobilização, fraturas, técnicas de oratória, entre outras, e já está para se formar no curso. “Foi muito produtivo, mas com certeza ainda vou colocar em prática e ir treinando para melhorar. Minha vontade agora é ser voluntária aqui na Cruz Vermelha para ensinar para outras pessoas tudo o que aprendi.”

Já o bombeiro civil, Marcos de Sousa Paiva, 39 anos, confiou que o curso pudesse ajuda-lo com a insegurança de falar em público. “Achei que se encaixava com o que estava procurando e realmente me ajudou. No último dia de aula fizemos uma apresentação como se fôssemos instrutores e ali foi o real desafio e consegui ir bem. Então, acho que agora vou evoluir mais e mais.”

O projeto Primeiros Socorros Para Todos também despertou o interesse em profissionais de diversas áreas, como o engenheiro civil e de segurança Luis Carlos de Paiva, 57 anos. “Fiz um curso há alguns anos e achei importante reciclar os meus conhecimentos. Mais do que isso, como eu trabalho com equipes, preciso saber repassar os Primeiros Socorros da melhor forma para eles, já que nem todos conseguem fazer um curso assim.”

Já o bombeiro civil, Hélio acredita que o curso é muito interessante. “Por conta da profissão já conheço os Primeiros Socorros, mas as aulas são bem criativas e dinâmicas. Participamos de capacitações bem produtivas e que tiraram muitas dúvidas da turma, como a aula de apoio psicológico.”

O projeto Primeiros Socorros Para Todos surgiu neste semestre de 2017 com o objetivo de multiplicar os conhecimentos da população acerca do tema e já formou 59 pessoas. As turmas são mensais e as inscrições podem ser feitas neste link.

A capacitação tem carga horária de 60 horas e emite um certificado com validade de 12 meses. Ao término do curso, os participantes estarão aptos para atuar como voluntários da Cruz Vermelha ou ministrar cursos em comunidades e em organizações sociais.