Mutirão de Oftalmologia beneficia população que não tem fácil acesso ao serviço

Cuidar da saúde é muito importante e isso inclui também a saúde dos olhos. Passar um certo período de tempo sem visitar um especialista pode acarretar problemas e agravar doenças já existentes. Por isso, a Cruz Vermelha de São Paulo realizou em novembro o Mutirão de Oftalmologia, em parceria com a ONG ProVisa Saúde.

A ação beneficiou 314 pessoas com atendimento especializado, exames refrativos (de miopia, astigmatismo, hipermetropia e presbiopia) e exames para identificação de catarata, ceratocone e glaucoma.

“Estar em dia com os exames oftalmológicos é muito importante, pois qualquer um desses problemas precisa de um acompanhamento médico. Então, quanto antes a pessoa identifica, melhor é. Com o mutirão conseguimos proporcionar essa oportunidade de fazer o exame e lembrar a população sobre os cuidados com a vista”, afirmou a responsável pelo Departamento de Promoção à Saúde da Cruz Vermelha de São Paulo, Karen Nava.

O atendimento oferecido pela instituição de ajuda humanitária tem sido cada vez mais procurado por conta da dificuldade de acesso aos serviços oftalmológicos que atinge 75% dos participantes.

A estudante Mariana Urbanovick, de 20 anos, é uma das pessoas que sofrem com esse problema. “Decidi vir porque fazia mais de um ano que fui ao oftalmologista. Como não tenho convênio fica muito difícil marcar e demora bastante também. Fiquei muito tempo sem ir ao médico, o grau dos meus óculos aumentou e agora, além de usar óculos para longe, vou ter que usar para perto também. Agora vou procurar acompanhar mais e voltar no próximo mutirão”.

O custo dos óculos também é uma barreira para muitas pessoas. Durante os dias de evento, além da parceria com atendimento e exames, a ONG ProVisa beneficiou os participantes com a vende de óculos com preços mais acessíveis que os do mercado, além de doar algumas unidades para pessoas em situação de extrema vulnerabilidade social.

Grande procura e aceitação

O Mutirão de Oftalmologia já acontece há cinco anos e conta sempre com grande participação do público, que se mostra satisfeito com o serviço. “O atendimento é muito bom, tanto dos médicos quanto dos voluntários que ajudam aqui na espera. Gostei bastante do trabalho”, afirmou o designer Hermes Marques, de 56 anos.

A cada edição, a procura pelo serviço tem aumentado, evidenciando a sua importância e sucesso. Por isso, para 2018, o Departamento de Promoção à Saúde planeja realizar o atendimento no primeiro e segundo semestre do ano. “Percebemos que é grande a necessidade dessas pessoas quando o assunto é atendimento oftalmológico. Vamos trabalhar para que a gente consiga realizar o mutirão duas vezes no ano, beneficiando ainda mais pessoas”, destacou Karen.