Cruz Vermelha leva crianças e idosos à exposição interativa de Alice no País das Maravilhas

Cerca de 130 pessoas de comunidades assistidas pela CV visitaram a mostra Experiência Alice, que comemora os 150 anos de um dos clássicos da literatura infantil

A Cruz Vermelha de São Paulo levou cerca de 130 crianças e adultos da melhor idade para juntos vivenciarem o universo de uma das personagens mais icônicas e atemporais da literatura infantil, a menina Alice, do clássico Alice no País das Maravilhas. O passeio realizado durante a manhã do dia 21 de novembro permitiu ao grupo reviver e compartilhar memórias e brincadeiras de infância.

“Eu devo ser criança ainda porque apesar de já ter assistido esse filme diversas vezes, fiquei ainda mais encantada depois de tudo que vi. Parece que a gente está dentro do filme!”, disse Glória Munhoz, do Núcleo de Convivência de Idosos da Associação Jova Rural. “A gente vive momentos de alegria. Foi maravilhoso”, completou.

A iniciativa surgiu a partir de uma parceria entre a Cruz Vermelha e a ONG Orientavida, uma das realizadoras da mostra Experiência Alice, e as instituições de assistência social NCI Jova Rural, Capão Cidadão, CEI Vargem Grande, Casa Limiar, CCA Alegria de Viver e Instituto Muda Brasil. Estas instituições estão inseridas em comunidades assistidas pela Cruz Vermelha Brasileira de São Paulo.

Na mostra Experiência Alice, o grupo conheceu os mais de 150 anos da personagem, exibidos em 12 ambientes diferentes que misturam o clássico com experimentos tecnológicos. Um deles foi o jogo de projeções e espelhos que colocou as crianças em frente ao Coelho Branco, que as convidou a entrar na toca e cair, literalmente, em um novo mundo. “Amei! Escorregar no escuro foi o mais legal!”, contou a animada Beatriz Santos Silva, de sete anos, da Associação  Capão Cidadão.

Com ajuda da ilusão de ótica, as crianças e os idosos se enxergaram como gigantes no País das Maravilhas, assim como Alice se tornou na história, e em seguida, tão pequenos para conseguir passar para o próximo ambiente. O público foi apresentado aos gêmeos Tweedledum e Tweedledee, o sorridente Gato de Cheshire, Chapeleiro Maluco e a famosa Rainha de Copas, conhecida pelo seu humor excêntrico e pavio curto. Cada instalação era repleta de cores, sons e efeitos especiais, o que permitiu ao público interagir, e não somente assistir.

Segundo Carolina Sanches, da equipe de projetos sociais e voluntariado da Cruz Vermelha, é muito importante para a instituição poder propiciar o entretenimento para crianças e idosos e poder fazer a integração desse público por meio de eventos que envolvam arte e cultura. “A Cruz Vermelha agradece a todos os parceiros pela realização desta iniciativa. Não tenho a menor dúvida que todos gostaram de estar aqui. Foi uma experiência especial, que atingiu a todas as idades”, disse.

A mostra Experiência Alice é apresentada pelo Ministério da Cultura e pela BrasilprevSeguros e Previdência, com realização da ONG Orientavida, Disney Brasil e Shopping JK Iguatemi, e produção cenográfica da Caselúdico.